Page is loading...

A Oração e os seus Efeitos

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Não é de mim aquele que negligencia a sua oração. Tal pessoa não alcançará a Fonte (de Kauzar no Paraíso). Por Deus que não!”.

Man La Yahduruhul Faqih, vol. 1, p. 206

Disse o Imam as-Sadiq (A): “Se houvesse um rio defronte a casa de algum de vós na qual vos banhassem cinco vezes ao dia, acaso restaria algum resquício de sujeira sobre o vosso corpo? Por certo que o exemplo da oração é como o do rio. A pessoa que pratica as orações diárias elimina os seus pecados, exceto aqueles que o tira da fé que ele professa”.

Bihar al-Anwar, vol. 82, p. 236

Disse o Profeta (S): “Para Allah uma oração obrigatória equivale a mil peregrinações Hajj e mil peregrinações Umrah aprovadas e aceitas”

Bihar al-Anwar, vol. 99, p. 14

Disse o Profeta (S): “Não arruineis vossas orações (ao não realizar a sua correta realização), visto que quem arruinar as suas orações será ressuscitado junto a Carun e Haman e será um direito de Deus introduzi-lo no Inferno junto aos hipócritas”.

Bihar al-Anwar, vol. 83, p. 14

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Quando realizardes uma oração, praticai-a como se fosse a última
de alguém que está se despedindo deste mundo”.

Bihar al-Anwar, vol. 69, p. 408

Disse o Imam Amir al-Mu’minin ‘Ali (A): “Se a pessoa que se encontra em oração soubesse a misericórdia que lhe está sendo dispensada, ela nunca levantaria a sua cabeça da prostração”.

Tasnif al-Ghurar al-Hikam, p. 175

Disse o Imam al-Baqir (A): “No Dia do Juízo, a primeira coisa pela qual o servo irá responder é a oração e se a mesma for aceita todas as suas outras ações serão aceitas também (do contrário, todas as suas outras ações não lhe serão de nenhuma valia)”.

Bihar al-Anwar, vol. 7, p. 267

Disse o Imam as-Sadiq (A): “Por certo que a nossa intercessão não alcançará aquele que negligencia as suas orações”

Bihar al-Anwar, vol. 82, p. 236

Disse o Imam al-Baqir (A): “Há dez coisas que se o indivíduo encontrar a Deus, Imponente e Majestoso, com as mesmas, ele entrará no Paraíso: o testemunho de que não há divindade além de Deus; e que Muhammad é Mensageiro de Deus; o reconhecimento daquilo que foi enviado ao Profeta da parte de Deus (Alcorão); a prática da oração; dar o Zakat; jejuar o mês de Ramadan; peregrinar a Casa de Deus; amar os amigos de Deus; dissociar-se dos inimigos de Deus; e evitar todo tipo de bebida alcoólica”.

Al-Khisal, p.432

Disse o Imam Amir al-Mu’minin ‘Ali (A): “Para o temente, a oração é um meio de se alcançar intimidade com Deus; para o fraco, a Hajj (peregrinação a Meca) é tão bom quanto a Jihad (luta pela causa de Deus). Para cada coisa existe uma purificação e a purificação do corpo é o jejum. E a Jihad da mulher é ser boa esposa”.

Nahjul Balagha, dito 136

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Não há noite sem que o anjo da morte conclame os mortos nos sepulcros e lhes pergunta do que eles se lamentam hoje depois de terem visto claramente a próxima vida. E os mortos respondem: ‘Por certo que nós lamentamos e temos inveja dos crentes em suas mesquitas, pois eles podem rezar e nós não; eles dão o zakat e nós não; eles jejuam no mês de Ramadan e nós não; eles fazem caridade com aquilo que lhes sobra depois de satisfazerem as necessidades das suas famílias, ao passo que nós não o podemos fazer...”

Irshad al-Qulub, p.53

Disse o Mensageiro de Deus (S): “No horário (prescrito) de cada oração, eu escuto um arauto dizer: ‘Ó filhos de Adão! Mantenham a oração a fim de apagar o fogo que vós acendestes sobre vós mesmos (com a prática de pecados)”.

Mustadrak al-Wasa'il, vol. 3, p. 102

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Observai a oração, pois no Dia da Ressurreição, quando Deus, Exaltado seja, ressuscitar o servo (para a prestação de contas), a primeira coisa que Ele irá perguntar será sobre a oração. Se o indivíduo as apresentar completas será bem-aventurado, se não, será arrojado no Inferno”.

Bihar al-Anwar, vol. 82, p. 202

Abu Basir disse que foi ver Umm Hamidah para lhe dar os pêsames pela morte do Imam Jafar as-Sadiq (A). Então, ela começou a chorar e ele, ao vê-la naquele estado, chorou também. Depois disso, ela disse: “Ó Abu Muhammad! Se tivesses visto a Jafar ibn Muhammad no seu leito de morte, terias presenciado algo impressionante: ele abriu os olhos e pediu que todos os seus parentes fossem reunidos. Então, ela disse que eles haviam reunido todos os seus parentes sem a exclusão de nenhum deles. Então, ele olhou para eles e disse: ‘Certamente, a nossa intercessão não alcançará aquele que negligencia a sua oração”.

Wasa'il-ash-Shi'ah vol. 4, p. 26

Disse o Sagrado Profeta (S): “A adoração feita por aquele que adquire a sua subsistência com dinheiro ilícito é similar a um edifício que é construído sobre a areia”.

Bihar al-Anwar, vol. 84, p. 258

Share this page