Page is loading...

A Injustiça e a Transgressão

Disse o Mensageiro de Deus (S): “No Dia da Ressurreição alguém conclamará: ‘Onde estão os opressores e seus auxiliadores e aqueles que prepararam um tinteiro para eles... ou (lhes) hajam provido a tinta de uma caneta? Então, reuni essas (pessoas) junto com eles?”.

Thawabab-ul-'A'mal, p. 309

Disse o Imam Amir al-Mu’minin ‘Ali (A): “Por Deus! Se me fossem dados os sete mundos junto com tudo que existe abaixo dos céus para que eu desobedecesse a Deus na medida do ato de pegar um grão de cevada de uma formiga, eu não o faria”.

Nahjul-Balagha, p. 347

Disse o Imam al-Baqir (A), o quinto Imam: "Há três tipos de transgressões: aquela que Deus, o Exaltado, perdoa; aquela que Ele não perdoa e aquela que Ele não ignora. A transgressão que Ele não perdoa é atribuir associados a Deus, Imponente e Majestoso. A transgressão que Deus perdoa é aquela que a pessoa comete (contra) ela própria e que acontece entre ela e Deus, a Quem pertence o Poder e a Majestade. Já a transgressão que Ele não ignora é aquela cometida contra os direitos dos homens”.

Explicação:
A terceira transgressão acontece quando alguém infringe os direitos de outrem. O caminho para o perdão é, primeiramente, satisfazer a pessoa cujos direitos foram infringidos. Se essa pessoa o perdoar, a transgressão se transforma naquela que o indivíduo comete contra si próprio. Então, ele deve buscar o perdão de Deus”.

Al-Kafi, vol. 2, p. 330

Disse o Imam Amir al-Mu’minin ‘Ali (A): "A transgressão faz os pés se desviarem, remove as benções e aniquila as nações”.

Sharh Ghurar al-Hikam, vol. 2, p. 36

Disse o Imam Amir al-Mu’minin ‘Ali (A): "Não há nada que induza mais a alterar a graça de Deus e a apressar o Seu castigo do que perpetrar a opressão, visto que Deus ouve a oração do oprimido e está à espreita dos opressores”.

Nahjul-Balagha, Carta 53

Share this page