Page is loading...

O Divórcio e as suas Conseqüências

Disse Deus, o Altíssimo: “Quando vos divorciardes das mulheres, ao terem elas cumprido o seu período prefixado, (se quiserdes) tomai-as de volta eqüitativamente, ou libertai-as eqüitativamente. Não as tomeis de volta com o intuito de prejudicá-las ou para terdes vantagem indevida, porque quem tal fizer condenar-se-á. Não zombeis dos versículos de Deus, e recordai-vos das Suas mercês para convosco e de quanto vos revelou no Livro, com sabedoria, mediante o qual vos instruiu. Temei a Deus e sabei que Deus é Onisciente”. Surata Al-Baqarah (2:231)

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Casai e não vos divorciais, pois o divórcio faz estremecer o Trono divino”.

Wasa'il ash Shiah, vol. 22, p. 9

Disse o Imam as-Sadiq (A): “Por certo que Deus, Imponente e Majestoso, ama a casa na qual ocorre o casamento e se aborrece com a casa na qual acontece o divórcio. E não há algo mais odioso ante Deus, Imponente e Majestoso, do que o divórcio”.

Al-Kafi, vol. 6, p. 54

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Por certo que Deus, Imponente e Majestoso, desgosta ou amaldiçoa todo homem ou mulher cuja intenção no casamento e no divórcio é tão-somente sentir o prazer que há nisso”.

Nota: O Sagrado Profeta (S) repetiu esse dito três vezes para enfatizar o fato de que qualquer homem que se divorcia da sua mulher para se casar com uma outra mulher e para obter o prazer da nova união, assim como qualquer mulher que pede divórcio com o mesmo propósito e se casa com outro homem está incorrendo na maldição de Deus.

Al-Kafi, vol. 6, p. 54

Disse o Mensageiro de Deus (S): “Aquela dentre as mulheres da minha comunidade que observa quatro condutas, merece o Paraíso: se protege a sua castidade, obedece a seu marido, realiza as cinco orações diárias e jejua no mês de Ramadan”.

Bihar al-Anwar, vol. 104, p. 107

Share this page